loading...

LUIZA

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Inflação sobe menos para quem ganha até 2,5 salários mínimos

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1 (IPC-1) que mede a inflação para a população que ganha até 2,5 salários fechou o mês de dezembro do ano passado com alta de 0,75%, o que levou o indicador a fechar o acumulado de 2014 com variação de 6,29%. O IPC-1 é pesquisado no Rio de Janeiro, São Paulo, Recife e Salvador.Em dezembro do ano passado a variação foi 0,7%, contra 0,75% relativos a taxa de variação da inflação medida pelo IPC-BR, que também fechou os 12 meses do ano passado com variação superior ao índice que mede a variação dos preços dos que ganham até 2,5 salários (6,87%).
Segundo informações divulgadas pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas, seis das oito classes de despesa componentes do índice apresentaram acréscimo: Alimentação, que passou de 0,76% para 1,05%; Transportes (de 0,08% para 0,72%); Saúde e Cuidados Pessoais (0,22% para 0,40%); Vestuário (0,41% para 0,59%); Comunicação (0,27% para 0,56%); e Despesas Diversas (0,20% para 0,24%).
Nestes grupos, os destaques partiram dos itens: arroz e feijão (-0,82% para 3,26%), tarifa de ônibus urbano (-0,48% para 0,59%), artigos de higiene e cuidado pessoal (-0,19% para 0,36%), roupas (0,22% para 0,81%), tarifa de telefone móvel (0,59% para 1,28%) e clínica veterinária (0,04% para 2,30%).
Em contrapartida, os grupos Habitação (0,76% para 0,55%) e Educação, Leitura e Recreação (1% para 0,43%) apresentaram decréscimo nas taxas de variação. Nestas classes de despesa, destacam-se os itens: tarifa de eletricidade residencial (2,81% para 1,14%) e hotel (1,74% para -0,99%). A próxima divulgação do IPC-C1 acontecerá no dia 11 de fevereiro.
C/ AGÊNCIA BRASIL

Nenhum comentário:

Postar um comentário