loading...

LUIZA

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Cunha assume presidência da Câmara e fala sobre governabilidade

  Ao assumir a presidência da Câmara, eleito em primeiro turno, o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) agradeceu os votos dos deputados e cumprimentou os adversários, na noite deste domingo (1º). Ele afirmou que será o presidente de toda a Câmara e não somente dos que votaram nele. “Vamos buscar a altivez do Parlamento. Esta Casa é o palco dos grandes debates da sociedade. O governo sempre terá, pela sua legitimidade, a maioria para governar quando ela tiver de ser exercida”, disse.


                                                                                Cunha assume presidência da Câmara e fala sobre governabilidade. Foto: Wilson Dias/AB/JC Eduardo Cunha disse que, de sua parte, não haverá qualquer tipo de retaliação àqueles que trabalharam por outras candidaturas. Ele afirmou que o Parlamento sabe reagir às pressões. “Temos é que começar a trabalhar, sem retaliação. Porque todos aqui vieram para trabalhar. Vamos começar votando o Orçamento Impositivo e outras matérias que estão prontas para serem votadas no plenário”, disse. A previsão é que a proposta de emenda à Constituição entre na pauta na terça-feira (3).
O presidente da Câmara comentou a relação que pretende adotar com os demais Poderes. “Esta presidência não irá atrapalhar a governabilidade. Vamos garantir a governabilidade e isso não significa ser submisso”. Cunha destacou que respeitará os demais Poderes mas, também, exigirá respeito à Câmara. “Vamos respeitar os outros Poderes, mas exigindo respeito. A Câmara terá a sua dinâmica.”
Após agradecer os votos, o novo presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha, determinou a apuração dos votos dos demais integrantes da Mesa Diretora da Câmara e anunciou o resultado da votação e os eleitos para comporem com ele a direção da Casa. Para a primeira vice-presidência foi eleito o deputado Waldir Maranhão (PP-PE), com 428 votos; para segundo vice, o deputado Giacobo (PR-PR) com 322 votos.
Para a primeira secretaria foi eleito o deputado Beto Mansur (PRB-SP), com 436 votos; a segunda secretaria ficou com o deputado Felipe Bornier (PSD-RJ), com 437 votos; a terceira com a deputada Mara Gabrilli (PSDB-SP), que obteve 456 votos, e a quarta com o deputado Alex Canziani (PTB-PR), que conquistou 457 votos. As suplências ficaram com os deputados Mandetta (DEM-MT), Gilberto Nascimento (PSC-SP), Luiz Erundina (PSB-SP) e Ricardo Izar (PSD-SP).

O novo presidente da Câmara está no seu quarto mandato consecutivo pelo PMDB. Foi presidente da Comissão de Constituição e Justiça e líder do seu partido.
Nesta segunda-feira (2), às 15 horas, será feita a sessão solene de abertura dos trabalhos legislativos desta legislatura. Na ocasião, o governo encaminhará ao Congresso a mensagem da presidenta Dilma Rousseff pela abertura do ano legislativo.

Fonte: Agência Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário