loading...

LUIZA

terça-feira, 3 de março de 2015

PATRULHA DO SOM - POLÍCIA MILITAR E PREFEITURA DE ITABUNA FAZEM PRIMEIRA OPERAÇÃO CONTRA SONS ABUSIVOS

No final de semana, a Prefeitura e a Polícia Militar realizaram em diversos bairros de Itabuna a primeira operação da Patrulha do Som deste ano. No sábado e domingo, entre 20 horas e 2 horas da manhã, foram visitados e fiscalizados estabelecimentos comerciais que estavam com os aparelhos de som em volume acima do permitido, em prejuízo do sossego de moradores e transeuntes. A ação é um dos primeiros desdobramentos da reunião contra a violência, chamada pelo prefeito Claudevane Leite na quinta-feira passada, com autoridades da Segurança Pública, Judiciário, Ministério Público, Câmara de Vereadores e organizações e entidades da sociedade civil.O trabalho foi coordenado pelas secretarias municipais de Agricultura e Meio Ambiente – Seagrima e de Transporte e Trânsito – Setrran, cujas equipes fiscalizaram cerca de 40 bares, lanchonetes e casas de shows e até veículos que transitavam com som alto ou descargas desreguladas, numa abordagem destinada, inicialmente, à orientação. No sábado, foram 18 abordagens. Durante a ação, três motos acabaram retidas porque as descargas estavam abertas produzindo muito barulho. Os veículos foram recolhidos e somente serão liberados após pagamento de multa no valor de R$ 127,69 e taxa do guincho. O motociclista terá ainda quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação – CNH.
No domingo, foram 21 abordagens a casas comerciais, duas apreensões de motos por descarga aberta ou inexistência de documentação do veículo e condução coercitiva ao Complexo Policial de Itabuna de um individuo que desacatou a equipe da Patrulha do Som, inclusive prepostos das guarnições da Polícia Militar e Guarda Civil Municipal. A fiscalização visitou as avenidas Manoel Chaves, no São Caetano, e as praças públicas dos bairros Jardim Primavera, Antique, Sarinha Alcântara, Monte Cristo, Califórnia, Vila Anália, Mangabinha, São Caetano, Fátima, Conceição e Pontalzinho.
A operação utilizou decibelímetros da Seagrima e teve o suporte de viaturas das polícias Militar e da Guarda Civil Municipal. Para o titular da Seagrima, Lanns Almeida Filho, não será mais permitida, em Itabuna, a utilização de sonorização que exceda 60 decibéis e que prejudica moradores vizinhos de estabelecimentos comerciais que abusam do som. “A fiscalização também vai coibir a utilização de sonorização automotiva alta e os paredões de som”, completou o secretário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário