loading...

LUIZA

sexta-feira, 10 de abril de 2015

Ministro quer 100% dos lares com TV digital e interatividade



"Nossa proposta é garantir 100% dos lares com TV digital e interatividade nos set-tops", afirmou o ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, nesta terça-feira (7), ao falar que o foco do governo é garantir que 100% dos brasileiros com acesso a TV aberta estejam aptos a receber o sinal digital antes do desligamento do sinal analógico.
De acordo com o texto do decreto que prevê o serviço, o percentual previsto é de 93%, mas o MiniCom defende que o processo deve ser pautado pela inclusão e não pela exclusão. E mais, foi sinalizado que já se cogita ampliar o cronograma de switch-off.
O Decreto 4.901/2003 (que institui o Sistema Brasileiro de TV Digital) e o Decreto 5.820/2006 (que institui o ISDB-T como sistema brasileiro de TV digital) estabelecem como objetivos da TV digital, respectivamente, a inclusão digital e a interatividade."Não é isso que queremos, mas precisamos analisar todos os dados antes do desligamento, em defesa do interesse público", afirmou Berzoini.
Pelo que foi divulgado, existe uma preocupação grande dentro do governo, sobretudo com relação ao atendimento das famílias beneficiárias do Bolsa Família, que pela política de transição deverão receber gratuitamente o equipamento de recepção.
No caso dos beneficiários do Bolsa Família, que receberão um conversor, o ministro das Comunicações defendeu o uso da interatividade plena no aparelho, considerando que esse é o futuro das emissoras.
Cronograma
Segundo informações da Anatel, novas metas devem ser aplicadas, ou seja, dos 66 milhões de domicílios existentes, cerca de 30 milhões devem estar aptos para receber o sinal. Desse total, ficarão de fora aqueles beneficiários do Bolsa Família, estimados em 14 milhões, e as pessoas que já adquiriram a TV com conversor embutido, restando um número bem menor do que o previsto anteriormente.
Já os 36 milhões de domicílios onde existe só TV por assinatura e a recepção do sinal por parabólica, pela banda C, não serão computados para a meta de atendimento. Essas casas, explicou o presidente da Anatel, João Rezende, não serão afetadas pelo desligamento do sinal analógico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário