loading...

LUIZA

quarta-feira, 23 de setembro de 2015

ILHÉUS: Justiça determina desocupação de casas populares no Teotônio Vilela

Em nova decisão anunciada hoje, 22, o desembargador do Tribunal de Justiça da Bahia, José Augusto Alves Pinto, reconsiderou a liminar anteriormente proferida e negou efeito suspensivo ao agravo de instrumento interposto pela Defensoria Pública contra a liminar de reintegração de posse concedida pela Primeira Vara da Fazenda Pública da Comarca de Ilhéus, determinando a imediata desocupação das 272 unidades habitacionais localizadas no bairro Teotônio Vilela, na zona oeste do município.
A informação é da Procuradoria Geral do Município (PGM). O pedido de reintegração de posse foi feito pela Procuradoria do Município, em novembro de 2014, e acatado pela juíza Carine Nassiri da Silva, da 2ª Vara Cível de Ilhéus, em janeiro passado.
A reintegração de posse foi uma exigência da Caixa Econômica Federal para que as obras não fossem suspensas em definitivo, evitando a devolução, por parte do município, de um montante de cerca de 18 milhões de reais já aplicados no serviço. Assim como a desocupação, a retomada imediata da construção também é uma exigência da instituição bancária.
Minha Casa, Minha Vida – Aos moradores irregulares do conjunto habitacional no Teotônio Vilela, a Prefeitura de Ilhéus orienta que desocupem os imóveis e realizem o cadastro para aquisição de residências populares do programa Minha Casa, Minha Vida, em parceria com o Governo Federal e a Caixa Econômica. Atualmente, o governo municipal já contratou a construção de 4.200 novas unidades habitacionais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário