loading...

LUIZA

terça-feira, 15 de setembro de 2015

MP-RJ: Marfan reconfirma o concurso do MP-RJ

O concurso para o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ) voltou a ser confirmado pelo procurador-geral de Justiça, Marfan Vieira. Na última quinta-feira, dia 3, ele reiterou que pretende realizá-lo nos próximos meses, logo após o projeto de lei de criação das vagas ser aprovado pela Assembleia Legislativa (Alerj). Ainda de acordo com Marfan, a crise financeira enfrentada pelo estado, que já adiou outros concursos, também é a responsável pela demora na abertura do certame do MP-RJ.
O procurador recomendou que os interessados continem se preparando para as provas. “Os candidatos devem continuar estudando para a seleção. Nós precisamos desses novos servidores. A nossa meta é abrir o concurso logo após a aprovação do projeto de lei. Inclusive, o prazo de validade do certame atual termina agora, no dia 10 de dezembro. E nós vamos ter de resolver a necessidade de pessoal, fazendo um novo concurso, seja para vagas imediatas, seja para formação de cadastro de reserva”, disse. Mesmo que a seleção vise apenas a formar cadastro, já se sabe que, no mínimo, 205 vagas serão preenchidas no prazo de validade, já que esse é o número constante no texto que tramita na Alerj.
Além disso, o Ministério Público do estado tem a tradição de convocar um número de aprovados muito acima do quantitativo indicado nos editais. No concurso que segue em vigência até o fim do ano, 999 já foram chamados, embora o objetivo inicial fosse preencher 155 vagas. O concurso de 2006, para 281 vagas, teve 1.048 chamadas durante os quatro anos de validade. As chances englobarão as carreiras de técnico e analista, dos níveis médio e superior, respectivamente. Para a primeira função, a expectativa é que haja vagas nas áreas administrativa e de notificações e atos intimatórios; enquanto que as de 3º grau serão destinadas a tecnologia da informação (TI) e à área processual. Técnicos receberão R$4.999,13 e analistas, R$7.624,20, valores já com o auxílio-alimentação, de R$825.
A contratação dos aprovados é pelo regime estatutário, com estabilidade. A votação na Alerj deve ocorrer em breve. Vários deputados já se mostraram favoráveis à abertura do concurso, como, por exemplo, Chiquinho da Mangueira (PMN), Marcelo Freixo (Psol), Marcos Abrahão (PTdoB), Marcelo Simão (PMDB) e Jânio Mendes (PDT). O projeto passará pela Comissão de Constituição e Justiça, de Orçamento, Finanças, Fiscalização Financeira e Controle e também pela Comissão dos Servidores Públicos para, enfim, ir ao Plenário. Com o texto sancionado, o MP-RJ agilizará os preparativos para a tão aguardada abertura da seleção.
O MP-RJ ainda não informou como avaliará os candidatos. No concurso passado, em 2011, os candidatos fizeram provas objetivas com 80 questões para técnico e 100 para analista. Para a área administrativa de nível médio, elas versaram sobre Língua Portuguesa, Organização do Ministério Público, Informática, Direito Constitucional e Administrativo. Para as demais carreiras, além das já citadas, as disciplinas de Direito Civil, Processual Civil, Penal e Processual Penal foram incluídas nos exames.
Fonte: Folha Dirigida
Mestre

Nenhum comentário:

Postar um comentário