loading...

LUIZA

sábado, 3 de outubro de 2015

AGENTES COMUNITÁRIOS: ITABUNA ULTRAPASSA O SALÁRIO BASE PAGO PELA CAPITAL E MAIORIA DOS MUNICÍPIOS DO BRASIL


Nesta segunda-feira, dia 4, será comemorado nacionalmente o Dia do Agente Comunitário de Saúde. Em Itabuna, os 420 agentes comemoram a data com diversas conquistas entre as quais a implantação de uma Escola Técnica, com previsão de inicio das aulas em novembro deste ano, e a valorização pela Prefeitura da categoria, que na atual gestão passou a ter um dos maiores salários entre os municípios baianos, alcançando salário-base de R$ 1.114,00, ultrapassando até mesmo o da capital que tem salário-base de R$ 788.
A atual gestão também garantiu o pagamento do 14º salário-incentivo e do Programa da Qualidade a Assistência – PMAQ para unidades credenciadas, fornecimento de uniformes e qualificação profissional nas modalidades: intercâmbio, rodas-de-conversa, cursos presenciais, gestão participativa com representatividade das 44 equipes de agentes. Além disso, assegurou a aplicação do projeto Cuidando de Cuidadores, que facilita a prevenção de diagnósticos e situações da saúde da equipe e promoveu a assinatura da Carteira de Trabalho e Previdência Social, algo inédito.
“São muitas conquistas e valorização do Agente Comunitário de Saúde, que jamais teve tantos benefícios. O projeto Cuidando de Cuidadores só neste mês conseguiu três ressonâncias magnéticas para agentes comunitários, uma condição obtida com o reconhecimento profissional. A nossa busca é intensa e certamente avançaremos muito mais do que nestes quase três anos de trabalho da equipe do prefeito Claudevane Leite”, explicou a coordenadora do Programa Agentes Comunitários (PACS/PSF), Margarida Silva Lima Amorim.
O Programa conseguiu ainda territorializar, dimensionar e ampliar o numero de agentes e a cobertura por áreas geográficas da cidade. Com isso, estabeleceu cadastro de famílias dentro do novo modelo de Sistema de informação E-SUS. “Ao redimensionar todo o trabalho, colocamos o município de Itabuna no padrão de exigência do Ministério da Saúde”, comemora.
Outra conquista muito valorizada por Margarida Amorim é a capacitação para os agentes através da Escola Técnica. O curso foi liberado para o município em 2005, inclusive enfermeiros receberam treinamento da Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), o município recebeu material didático, mochilas, verbas e a gestão passada não o implantou. “Neste tempo buscamos o retorno e conseguimos o treinamento da equipe acadêmica pelo Governo do Estado e as despesas do curso serão de total responsabilidade do município. Nos próximos dias vamos buscar 12 salas de aula necessárias para seu funcionamento”, informou.
O curso será realizado em dois módulos com duração de três semestres. “Todos os agentes obrigatoriamente terão de participar atendendo exigências do Ministério da Saúde. Cada turma suportará até 35 alunos que no final receberão o certificado de Técnicos em Agentes Comunitários”, explicou a coordenadora do PACS/PSF.

Nenhum comentário:

Postar um comentário