loading...

LUIZA

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Chocolate Sagarana foi destaque em evento da Embaixada do Brasil na França



O Chocolate Fazenda Sagarana foi um dos destaques do Salão do Chocolate de Paris de 2015, realizado de 28 de outubro a 01 de novembro. A marca do sul da Bahia, capitaneada pelo produtor Henrique Almeida, integrou o seleto grupo escolhido pela Embaixada do Brasil na França para uma noite de degustação de chocolates brasileiros, realizada dia 2, em parceria com o Clube Criollo, agremiação franco-italiano de apaixonados por chocolate, para público formado por jornalistas, blogueiros, especialistas em chocolate e compradores. Os 150 convidados puderam visitar exposição sobre a história e a sustentabilidade do cacau brasileiro, degustando chocolates de produtores da Bahia e do Pará. Além do Sagarana, participaram os chocolates Akesson’s, Cacauway, Costa Negro, Chor, De Mendes e Mendoá.
Para Henrique Almeida, aquela noite representou a realização de um sonho compartilhado com o amigo Marco Lessa, do Chocolate Chor. "Também representou um país que há oito anos ainda não estava no mapa dos fornecedores de cacau fino, mas que tem conquistado o prazer de saborear aromas e notas tão exclusivas, características do bioma amazônico e da Mata Atlântica do Brasil", completa. Ele avalia que a parceria com o Clube Criollo, através de Domenico Biscardi, significa um passo gigantesco. "Queremos fazer parte desse seleto grupo de chocolatier que transforma o cacau fino em chocolate de origem para os consumidores que apreciam o chocolate gourmet. Os produtos apresentados no evento da embaixada são uma pequena mostra do que podemos fornecer ao mercado: um chocolate que respeita as nossas florestas, são essenciais para o planeta, marcantes no terroir, não utiliza trabalho infantil, cumpre a lesgilação do trabalho e provoca uma explosão de prazer a cada mordida".O Chocolate Fazenda Sagarana é uma das experiências exitosas do grupo de cacauicultores sulbaianos que resolveu apostar no meercado de chocolate fino, e agora se destaca com produtos de origem altamente valorizados pelos mercados nacional e internacional. O produto origina-se na fazenda homônima, localizada na Serra do Ribeirão do Terto, no município de Coaraci, que tem como especialidade e objetivo a produção de cacau forasteiro da variedade maranhão para produção de chocolate gourmet, além de comercializar esse cacau com chocolateiros internacionais, como é o caso da Chocolatier Bonnat de Voiron na França que existe desde 1888. Com vários pontos de venda espalhados pela Bahia e São Paulo, alguns deles exclusivos para amantes de produtos gourmet, como o Eataly, centro gastronômico italiano e espaço para eventos instalado no coração da capital paulista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário