loading...

LUIZA

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

MINISTRA TEREZA CAMPELLO GARANTE REAJUSTE DO BOLSA FAMÍLIA



Segundo a ministra do Desenvolvimento Social, Tereza Campello, o reajuste deve ser na casa de R$ 1 bilhão .
“Existe a previsão de ter aumento no Bolsa Família, na casa de R$ 1 bilhão, que pode ser um pouquinho maior, dependendo do comportamento da economia”, explicou.
“Me preocupa muito essa ideia de indexar o Bolsa Família à inflação, como queria o Aécio. Não vamos nos meter nessa aventura. O Bolsa Família não é salário e nem o substitui”, esclareceu Tereza Campello.
Um dos vetos da presidenta Dilma Rousseff na Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2016 dizia respeito ao reajuste do Bolsa Família pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). A emenda é de autoria de Aécio Neves.
“E não há o que se falar em perda inflacionária porque os beneficiários do Bolsa Família tiveram ganho acima da inflação”, disse a ministra.
“É uma proposta completamente descabida. Usar o argumento de que recompõe perda inflacionária é desconhecer o que ocorreu com os mais pobres nos últimos anos”, continuou Tereza.
Durante as discussões sobre a LDO de 2016, o relator do projeto, Ricardo Barros (PP-PR), manifestou a intenção de cortar R$ 10 bilhões do Bolsa Família.
A proposta, no entanto, foi rejeitada pela presidenta Dilma Rousseff. Para evitar o corte no programa, o governo federal iniciou uma ampla campanha na sociedade e também um grande diálogo no Congresso Nacional.
“O Bolsa Família é prioridade máxima para o meu governo, como foi para o do ex-presidente Lula. Cortar o Bolsa Família significa atentar contra 50 milhões de brasileiros que hoje têm uma vida melhor por causa do programa. Não podemos permitir que isso aconteça. Eu estou certa que o bom senso prevalecerá na destinação de recursos ao programa”, defendeu a presidenta, em publicação nas redes sociais em outubro.
Fonte: Agência PT de Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário