loading...

LUIZA

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

88.439 temporários podem ser solução para desemprego

Os tempos de crise e o alto índice de desemprego no país (9,1 milhões de pessoas estão desocupadas, segundo o IBGE) apavoram as famílias brasileiras. Na contramão disso, porém, surgem as 88.439 vagas temporárias que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) ofertará ainda este ano, na busca por profissionais de todo o tipo, ou seja, de todos os níveis de escolaridade. O objetivo da fundação é realizar o Censo Agropecuário e as pesquisas econômicas e sociodemográficas, cruciais para o país. Esta poderá ser a solução – mesmo que temporária – para milhares de desempregados, além de uma grandiosa chance de jovens adquirirem a primeira experiência profissional. Os contratos terão duração de até um ano, com possibilidade de prorrogação até o limite de três.
Censo Agropecuário – Das mais de 88 mil vagas, 80.614 são para o Censo Agropecuário. O IBGE dividiu essas oportunidades em três editais, um já publicado, para 2º e 3º graus (veja matéria AQUI) e outros dois que estão por vir. Os documentos, segundo o instituto, serão divulgados até 14 de junho, seis meses após a autorização do Ministério do Planejamento. O próximo edital a sair trará 18.214 vagas de agente censitário municipal (5.500), agente censitário supervisor (12.540) e agente censitário de informática (174), de níveis médio e médio/técnico. Em seguida, sairão as regras da seleção com 62.400 vagas de recenseador, de nível fundamental.
A prova objetiva do concurso de agentes censitários, segundo o IBGE, ocorrerá até o fim deste ano, e o exame dos recenseadores ficará para o início de 2017, segundo informações da Assessoria de Imprensa da fundação. Antes de divulgar os editais, contudo, o IBGE precisa definir a organizadora desses dois próximos concursos. A Fundação Cesgranrio chegou a ser anunciada, já que assumiu a primeira seleção, mas o instituto retificou a informação, alegando que precisa definir a banca. Isso, porém, não deverá demorar para acontecer. Os salários e a distribuição das vagas pelos estados ainda serão divulgados. O instituto informou também que estuda quais valores oferecerá aos funcionários temporários, e adiantou que haverá vagas em todo o país, a exemplo do primeiro edital, já publicado.
No caso do recenseador, no Censo de 2010, a Diretoria Executiva da fundação esclareceu que a remuneração variava de acordo com o número de pessoas e domicílios recenseados, sendo igual ou superior à dos agentes censitários (de R$1.560 a R$3 mil). A última seleção para agentes municipal, supervisor e de Informática ocorreu em 2009. Os rendimentos eram de R$760 para o agente administrativo, R$900 para o agente supervisor e o agente de informática, R$1.150 para o agente municipal e R$1.600 para o agente regional.
Pesquisas demográficas – O IBGE também abrirá, até 6 de julho, concurso para 7.825 vagas temporárias ,visando às pesquisas econômicas e sociodemográficas. Antes, o IBGE também precisa definir a organizadora, além da distribuição das vagas pelo país e dos salários. Isso, segundo o órgão, é analisado por um grupo de trabalho, que está responsável pelo concurso. Haverá 25 vagas de supervisor de pesquisa por telefone, para graduados em áreas ainda não informadas; 300 de agentes de pesquisa por telefone e 7.500 agentes de pesquisa e mapeamento, ambos de nível médio, havendo no primeiro a exigência de experiência de um ano. É possível que sejam divulgados dois editais, sendo um para supervisor e agente de pesquisa por telefone e outro para agente de pesquisa e mapeamento.
Mestre

Nenhum comentário:

Postar um comentário