loading...

LUIZA

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

BRADESCO ANUNCIA LUCRO DE R$ 17.190 BILHÕES

Mais uma prova de que os bancos não são atingidos pela crise econômica enfrentada pelo Brasil. O Bradesco anunciou o lucro líquido de R$ 17,19 bilhões em 2015, um crescimento de 14% em relação aos R$ 15,08 bilhões registrados no ano anterior. Trata-se do segundo maior lucro já registrado por um banco de capital aberto brasileiro, ficando atrás somente do obtido pelo Itaú Unibanco em 2014 (R$ 20,2 bilhões).
 O crescimento das receitas com Títulos e Valores Mobiliários (TVM) foi diretamente influenciado pelos sucessivos aumentos na taxa Selic e elevação nos índices de preços, apresentando um crescimento de 22,5%, totalizando R$ 39,5 bilhões. A receita com prestação de serviços mais a renda das tarifas bancárias cresceu 7,6% no período, totalizando R$ 19,3 bilhões. As despesas de pessoal subiram 2,9%, atingindo R$ 14,3 bilhões. Assim, em 2015, a cobertura dessas despesas pelas receitas secundárias do banco foi de 134,7%.
 É uma pena que apesar dos lucros fabulosos, a empresa continue demitindo e precarizando as condições de trabalho. Foram 2.659 postos de trabalho fechados em 2015, com o fechamento de 152 agências nesse período.Como foi divulgado pelo Consciência Bancária na semana passada, a boa notícia para os 92.861 empregados que continuam do Bradesco, é que a empresa vai creditar a segunda parcela da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) no dia 5 de fevereiro, sexta-feira de carnaval.
 Para os clientes, não tem boas notícias. Tudo indica que o banco vai continuar investindo pouco na melhoria do atendimento prestado à população. Com a diminuição do número de funcionários e o adoecimento dos que ficam, pela acumulação de serviço. A tendência é de filas cada vez maiores nas agências e demora na solução de problemas apresentados. Realmente, uma pena. (Feeb Ba/Se)

Nenhum comentário:

Postar um comentário