loading...

LUIZA

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Empresa portuguesa projeta obras em mais de 100 escolas no Brasil

portugaldigital.com.br
Lisboa - A empresa portuguesa S&F - Sítios e Formas iniciou projetos de arquitetura e engenharia para mais de 100 escolas estaduais no Rio Grande do Norte, no Nordeste brasileiro, num contrato formalizado no âmbito do Projeto RN Sustentável, com financiamento do Banco Internacional de Reconstrução e Desenvolvimento.
Este projeto visa reduzir o elevado analfabetismo e os baixos resultados no desempenho dos alunos da rede pública do Estado do Rio Grande do Norte. Entre outras estratégias, o RN Sustentável pretende melhorar o acesso aos serviços públicos de educação, bem como a sua qualidade, através da reabilitação, ampliação ou construção de escolas rurais e urbanas.No projeto que envolve a empresa portuguesa são 60 as escolas a reabilitar, 35 as que vão sofrer ampliação e 11 as que serão construídas de raiz. Três destas últimas destinam-se a servir comunidades indígenas e quilombolas.
Segundo uma nota divulgada pela Aicep - Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, foram já visitados e levantados pela equipa da S&F todos os locais de intervenção, distribuídos num território com mais de metade da área de Portugal e que tem 3,2 milhões de habitantes.
A duração prevista do contrato é de seis meses, sendo os serviços coordenados e executados por arquitetos e engenheiros portugueses com a colaboração de parceiros no Brasil.
Em novembro do ano passado uma equipa da empresa portuguesa já tinha estado no Brasil para uma reunião com especialistas da área da engenharia do Governo do Rio Grande do Norte.
Fundada em 2000 em Coimbra, a S&F opera nos domínios do planeamento urbano, ambiente, espaços exteriores, reabilitação, equipamentos coletivos, comércio, serviços e habitação. Este ateliê desenvolveu centenas de estudos e projetos em Portugal e em dez outros países.
No Brasil a S&F já tinha participado num concurso para o novo centro administrativo de Belo Horizonte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário