loading...

LUIZA

quinta-feira, 10 de março de 2016

Governo do Estado reconhece Situação de Emergência em Itabuna

O Governo do Estado da Bahia reconheceu e homologou o Decreto Municipal nº 11.443 assinado em dezembro do ano passado pelo prefeito de Itabuna, Claudevane Leite, que declarou “Situação de Emergência, pelo prazo de 180 dias, em razão da estiagem que afeta as atividades econômicas e causa danos à população do município. Nesta quarta-feira, dia 9, o Diário Oficial do Estado publicou Decreto nº 16.631, de 8 de março de 2016, autorizando as medidas necessárias à preservação do bem-estar da população.Com homologação, a Prefeitura de Itabuna espera que sejam acelerados os trâmites junto à Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil do Ministério da Integração Nacional para o repasse de verbas que ajudem o município a mitigar os efeitos da severa estiagem. As principais consequências da estiagem, que atingiu as regiões sul, extremo-sul e sudoeste baianos entre o final de agosto do ano passado e o início de janeiro deste ano, se refletiram na falta de chuvas nas nascentes dos rios Almada e Cachoeira, que abastecem Itabuna.
Ao assinar o decreto, declarando situação de emergência em todo o município, o prefeito Claudevane Leite se preocupou com os estragos causados pela falta de chuvas, tendo como agravante a elevação de cloretos na água fornecida à população pela Emasa, que foi obrigada a buscar alternativa de captação em Castelo Novo, que sofre os efeitos das marés. Os danos provocados pela severa estiagem impactaram diretamente a coleta, tratamento e distribuição de água potável para a população.
“Sem falar no comprometimento da normalidade do funcionamento de diversos equipamentos e estabelecimentos públicos que prestam serviços essenciais como hospitais, escolas, creches e clínicas médicas”, afirmou o prefeito. Vane também recebeu relatórios elaborados pelos técnicos da Secretaria Municipal da Agricultura e Meio Ambiente (Seagrima), contendo as perdas econômicas para agricultores familiares, agropecuaristas e produtores rurais por conta da estiagem.
De acordo com o coordenador da COMDEC, Roberto Avelino, a Prefeitura de Itabuna já enviou Formulário de informações do Desastre (FIDE) para o Ministério da Integração Nacional eletronicamente. “Com o Decreto reconhecendo e homologando a Situação de Emergência vamos a busca de recursos federais para alugar carros-pipas e comprar caixas d´água para garantir o abastecimento da população”, diz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário