loading...

LUIZA

quinta-feira, 3 de março de 2016

Superlotação no Hospital São Lucas chega a 140% dos leitos

A epidemia vivenciada em Itabuna tem reflexo direto no número de atendimentos nas emergências hospitalares, realidade que Hospitais da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna vem registrando desde o final do ano de 2015. No entanto, um novo problema está preocupando os gestores e médicos da instituição: o aumento dos casos de complicação por dengue, zika e chicungunya que tem impacto direto na elevação do número de internamentos, estrangulando a capacidade instalada de atendimento aos pacientes.
No Hospital São Lucas, exclusivo para pacientes SUS e com uma Emergência referenciada para pacientes Oncológicos, Cardíacos e Clínicos, a crise de superlotação de leitos de internamento vem sendo registrada há mais de 30 dias. O Hospital estima uma média de 12 pacientes/dia internados na Emergência. “São pacientes que dão entrada no Pronto-Socorro e, após avaliação, precisam ficar internados. No entanto, pela falta de leitos, são admitidos como internados na própria Emergência, e
m espaços adaptados”, declarou a diretora técnica do HSL, Dra. Lívia Mendes.
Os internamentos acontecem em espaços que antes eram utilizados para desenvolver a assistência de Pronto-Socorro, ocupando macas e poltronas até mesmo em corredores. “A estrutura da Emergência está totalmente adaptada à superlotação, já que a sala de medicação e a sala de observação foram transformadas em enfermarias extras de internamento, e um dos consultórios foi adaptado para sala de medicação de paciente”, declarou a gerente administrativa do Hospital, Lânia Peixoto.
Além do volume, o perfil do quadro clínico dos pacientes acometidos por uma das três arboviroses, dengue zika ou chicungunya, inspira cuidados: “principalmente em relação a pacientes idosos e portadores de outras doenças crônicas preexistentes. Pessoas com este perfil estão chegando com quadros clínicos cada vez mais graves, limitando a atuação das equipes”, declarou a médica Lívia Mendes.

Sobre números

Os números atualizados na manhã desta terça-feira (1º de fevereiro) apontam para a existência de 13 pacientes internados em maca e cadeiras no Pronto Socorro, todos inscritos no SISREG – Sistema de regulação Estadual, aguardando vaga para transferência. Ainda sobre a segunda-feira (29.02), eram 16 pacientes internados nestas mesmas condições no HSL.
“Diariamente encaminhamos ofícios de atualização dessas informações ao Gestor Municipal do SUS e até mesmo para Ministério Público e órgãos de fiscalização. Mas precisamos de uma decisão, já que os funcionários estão sobrecarregados, há uma elevação dos custos de manutenção da estrutura e limitação da qualidade da assistência prestada, podendo levar, em curto período de tempo, a um novo colapso na estrutura do Hospital São Lucas”, declarou o diretor administrativo financeiro da Santa
Casa de Itabuna, André Fernando Wermann.

Nenhum comentário:

Postar um comentário