loading...

LUIZA

sexta-feira, 18 de março de 2016

UFESBA - ​MOÇÃO DE RECONHECIMENTO E APOIO

Em reunião com Reitores/as das Universidades Federais, no dia 11/3/2016, a Presidenta Dilma Rousseff reafirmou o compromisso do Governo Federal com as metas do Plano Nacional de Educação e acolheu pauta proposta pela Associação Nacional de Dirigentes de Instituições Federais de Ensino Superior - ANDIFES. A ANDIFES considera o intenso e significativo processo de expansão iniciado no governo do ex-presidente Lula como divisor de águas nas políticas de educação superior do país. Em 13 anos, foram criadas 18 novas universidades, mais de 173 campi, ultrapassando 3 milhões de m2 de área construída, avançando de 500 mil para um milhão de matrículas, com aumento considerável do número de docentes. Entre outras propostas, a pauta ANDIFES inclui um programa nacional de formação de professores para a Educação Básica, Planos de Desenvolvimento das Universidades orientados pelas metas do PNE, intensificação da internacionalização, fortalecimento da infraestrutura de informação e comunicação nas universidades e envio ao Congresso Nacional da Lei de Autonomia das Universidades. Nessa pauta, destaca-se um plano especial de apoio às novas universidades e consolidação de novos campi.
Nesta oportunidade, o Conselho Universitário da Universidade Federal do Sul da Bahia confirma sua adesão à agenda apresentada pela ANDIFES, na expectativa de acolhimento pleno dos principais pontos apresentados ao governo federal. Esta pauta visa à consolidação de uma política educacional de governo que, ao fomentar expansão de matrículas na rede federal com inclusão social, cobertura territorial e inovação curricular, transformou o cenário nacional do ensino superior.
O Conselho Universitário da UFESBA vem ainda manifestar seu reconhecimento ao governo da Presidenta Dilma Rousseff, por seu compromisso com a qualificação humana e integração social, mediante novos modelos de formação universitária. De fato, a UFESBA é uma das novas universidades abertas no governo da Presidenta Dilma, sendo a única efetivamente criada a partir do zero. Desde 2014, vem sendo implantada numa região remota do Estado da Bahia, com economia predominantemente rural e população de mais de 1,5 milhão de habitantes, que não dispunha de ensino universitário federal. Com apenas 18 meses de funcionamento, a UFESBA já acolhe mais de 2 mil estudantes em nove cursos interdisciplinares em três campi, com 180 professores e 151 servidores técnico-administrativos.
Neste momento político de muita gravidade, o Conselho Universitário da UFESBA apoia a continuidade deste governo legitimamente eleito e repudia toda e qualquer tentativa de quebra da ordem democrática. Ao fazê-lo, vem manifestar seu pleito no sentido de urgente redirecionamento das políticas públicas do governo federal, reforçando programas sociais com ações efetivas destinadas às populações socialmente vulneráveis, incluindo revisão profunda das políticas indigenista e do campo, visando a paz, justiça social e respeito aos direitos humanos.
Itabuna-Bahia, 15 de março de 2016
Naomar de Almeida Filho
Presidente Conselho Universitário da UFESBA .

Nenhum comentário:

Postar um comentário