loading...

LUIZA

sexta-feira, 20 de maio de 2016

AMEAÇA DE IMPEACHMENT NA VENEZUELA LEVA GOVERNO A MOVIMENTAR EXÉRCITO CONTRA OPOSITORES



A Venezuela está em alerta máximo e prepara o exercito para confronto após oposição pressionar por um referendo para tirar Nicolás Maduro do poder. O Ministro da Defesa Vladimir Padrino López disse na televisão estatal que "A Venezuela está ameaçada". O exército está realizando treinamento militar e de alcance nacional, objetivando estar em todas as regiões estratégicas.
Maduro anunciou que prolongará os poderes especiais de emergência de seu governo, em uma entrevista coletiva na terça-feira e disse que aviões espiões dos EUA, inclusive um Boeing 707 E-3 Sentry, entraram ilegalmente no espaço aéreo do país. Segundo o governo venezuelano,  os EUA renovaram um decreto presidencial confirmando o país como uma ameaça para sua segurança nacional.
Manifestações e diálogo
Maduro, em transmissão da televisão estatal, disse que o secretário-geral do bloco regional Unasul, Ernesto Samper, o ex-presidente da Republica Dominicana Leonel Fernández, o ex-presidente do Panamá Martín Torrijos e o ex-primeiro-ministro espanhol José Luis Zapatero apoiarão um processo de diálogo com a oposição. Os ex-líderes ajudarão os opositores a "respeitar a constituição", disse Maduro.
Maduro disse que esperava que a oposição "cedesse" e cooperasse em um processo de paz. Ele não entrou em detalhes.
O país tem a inflação mais alta do mundo, escassez de produtos básicos e controles cambiais, além da insatisfação economia o aumento da criminalidade desencadeou meses de manifestações que resultaram em dezenas de mortos e centenas de feridos há dois anos.
Fonte: Blooberg - 
Foto Xinhua/Zurimar Campos/AVN

Nenhum comentário:

Postar um comentário