loading...

LUIZA

sábado, 9 de julho de 2016

SHOPPING DOS CAMELÔS: UM DEBATE ANTIÉTICO NA TV ITABUNA

O programa apresentado na TV Itabuna (fechado) pelo jornalista Paulo Lima com os convidados o arquiteto Ronald Kalid (eterno candidato a prefeito) e o advogado Ruy Correa discutiam na manhã de sábado (09), sobre o Shopping do Camelô.
O arquiteto iniciou a fala reclamando da estrutura da obra, e da localização "estaá em local inadequado" e sugerindo que derrubasse a construção para construir uma área verde, para concluir, dando uma de "homem do tempo" até chegou a dizer que Itabuna era uma terra árida (isso mesmo, árida!). 
Tomando o bonde andando, o advogado com sua voz sibilante completou falando que o tal shopping não atenderia a demanda, e que, com um hipotético final de crise, não existiria mais camelôs em Itabuna, pois estes iriam preferir um emprego com carteira assinada.
Essa é uma prova inequívoca que a nossa discussão política é recheada de preconceito, falta de conhecimento e com teor sofismático.
É muito fácil, no conforto de uma sala diante de uma TV 50" criticar os coitados que nunca estudaram porque tiveram que trabalhar na infância, como é o caso dos camelôs.
O local é inadequado (na opinião dos poderosos) porque desejam não incomodar suas visões com barracas de camelôs enfeiando o comércio no centro da cidade, por certo preferem que os camelôs sejam transferidos para uma periferia longe dos olhos da elite.
Se o programa fosse sério, mesmo com sua dúzia e meia de telespectadores, convidaria para o debate um representante dos camelôs e a prefeitura para oferecer subsídios para uma discussão sadia e útil.
Embora o tal programa seja apresentado por três pessoas, o que entendemos é que trata-se de um inusitado monólogo.
O Editor

Nenhum comentário:

Postar um comentário