loading...

LUIZA

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

ITABUNA - HOSPITAL DE BASE COMEMORA 18 ANOS E PREFEITO INAUGURA NOVA ENFERMARIA






Reconhecimento, gratidão e emoção marcaram a solenidade de entrega da nova enfermaria do Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães, na noite de terça-feira, dia 27, com presença do prefeito de Itabuna, Claudevane Leite, autoridades políticas, religiosas e convidados. A unidade, cujas instalações foram modernizadas e ampliadas, tem capacidade para 38 novos leitos e recebeu o nome do médico Ricardo Kauark, ex-funcionário, falecido há quatro anos. O evento comemorou os 18 anos de funcionamento do hospital público municipal.
O prefeito Claudevane Leite expressou alegria ao elogiar a atual gestão liderada pelo médico Silvane Chaves e toda a equipe de funcionários que fazem o hospital funcionar como uma importante unidade de saúde pública na região sul do Estado. “Não tem mágica. Tem funcionários que fazem a diferença. O ex-diretor-presidente da FASI e atual secretário municipal de Saúde, Paulo Bicalho, praticamente ‘morava’ no Hospital de Base para que funcionasse adequada e dignamente. Como hoje, não houve aumento de verbas”, disse Vane.
O prefeito afirmou ainda que o secretário trabalhou com os recursos de que dispunha porque houve organização, austeridade na aplicação do dinheiro e um trabalho sério e dedicado. Já o bispo diocesano de Itabuna, Dom Ceslau Stanula, lembrou que há 18 anos esteve presente num ato semelhante no Hospital de Base quando de sua inauguração. “Essa unidade é o sonho que a comunidade viu se concretizar”, afirmou.
O religioso disse também que, além de ser uma referência, na saúde pública, o Hospital de Base tem feito milagres salvando vidas, usando o homem para isso. “Nesses 18 anos sabemos que a unidade passou por altos e baixos e hoje ressuscita com novos ares, numa ambiente acolhedor e de esperança”, sentenciou. Para Dom Ceslau “outro milagre tem sido a atual administração conseguir manter o hospital num nível excelente e ainda ‘sobrar’ recursos para fazer beneficiamento como o que esta sendo entregue à população”.
O pastor Gilvan Neves confirmou a opinião do religioso católico e afirmou que atualmente o Hospital de Base “tem um cheiro agradável de vida que antes não tinha”. E questionou: “Quantas vidas já foram salvas aqui, desde a inauguração, há 18 anos?”.

MILAGRE DA TRANSFORMAÇÃO
O pastor Gilvan Neves destacou a atuação do secretário de Saúde, Paulo Bicalho, lembrando que, a partir de sua gestão em 2013 no Hospital de Base, começou a mudança. “Deus opera milagres, pois, com poucos recursos o então diretor-presidente da FASI conseguiu transformar a unidade numa grande referência de boa gestão pública hospitalar. Isso é que é ter vocação para cuidar da cidade dos menos favorecidos”, afirmou.A coordenadora de Enfermagem Geisa Rocha disse que o momento realmente é de festa e gratidão aos gestores pelo serviço de qualidade e humanitário que se coloca à disposição dos milhares de pacientes que necessitam de atendimento no hospital. Já a diretora de Planejamento da Saúde, Luciana Pinheiro, que representou o secretário Paulo Bicalho na solenidade, destacou que foi um momento importante para todos. “O Hospital de Base sendo financiado 100 por cento pelo Sistema Único de Saúde dá exemplo, por uma gestão marcada pela transparência e excelência do serviço oferecido, apesar das dificuldades”, sublinhou.
Luciana lembrou que, quando o atual secretário de Saúde assumiu o hospital, pegou uma unidade sombria. “Atualmente é um exemplo para a Bahia e para o Brasil pela importância e resolutividade e pelo trabalho harmonioso e positivo da gestão e de todo o corpo funcional”, assinalou.

MUITA EMOÇÃO
O diretor-presidente da Fundação de Atenção à Saúde de Itabuna (FASI), Silvane Chaves, também destacou o esforço e dedicação dos funcionários e do secretário municipal de Saúde. “Foi graças a essa dedicação que o Hospital de Basse se transformou na referência que é hoje”, disse emocionado. O dirigente citou ainda os importantes serviços entregues à comunidade que vão garantir melhor atendimento e qualidade de vida aos pacientes.
Silvane destacou, por exemplo, os serviços de terapia nutricional enteral e parenteral, o de farmacovigilância e agora os novos 38 leitos da unidade. O diretor-presidente da FASI fincou ainda mais emocionado ao lembrou do ex-colega de profissão e amigo, o médico Ricardo Kauark, que foi homenageado com a colocação do nome na nova enfermaria. “Era um profissional dedicado e mais preocupado com a saúde do seu paciente do que com ele próprio”, resumiu.
A viúva do médico homenageado, Fabiana Kauark, também agradeceu a homenagem ao seu ex-marido em nome da família, afirmando que a medicina era sua vida. “Sei que ele permanece vivo no coração de quem o conheceu”, concluiu.




Nenhum comentário:

Postar um comentário