loading...

LUIZA

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Palestras técnicas sobre cadeia produtiva do cacau marcaram o II Encontro de Produtores

Palestras técnicas, informações e debates interativos marcaram o II Encontro de Produtores e Técnicos sobre a Cadeia Produtiva do Cacau. O evento reuniu no último dia 18, produtores rurais, técnicos ligados à cadeia produtiva do cacau, secretários municipais de agricultura e presidentes de sindicatos rurais, que lotaram o auditório Hélio Reis, do Centro de Pesquisas da Ceplac.
Os produtores e demais participantes, foram recepcionados com mensagem proferida por Adonias de Castro, Superintendente da Ceplac para BA e ES em exercício agradecendo a presença de todos. “A Ceplac é a casa do produtor rural e estamos aqui para ouvir e também transferir informações sobre as novas tecnologias do cacau”.
Na opinião do produtor de cacau, Pedro Magalhães, proprietário da fazenda “Lagedo do Ouro”, em Ibirataia, o encontro foi muito proveitoso. “Colocamos em dia toda a parte das inovações feita pela Ceplac e nos atualizamos sobre as novas técnicas desenvolvidas pelo órgão. Os temas das palestras foram muito interessantes para nós produtores, portanto parabenizo a Ceplac pelo empenho de seus técnicos e dirigentes”.
Ao final, o Diretor Adjunto e Coordenador Geral de Pesquisas e Extensão Rural do Mapa/Ceplac, Edmir Ferraz, definiu o encontro envolvendo produtores e técnicos como “um momento sublime e de grande oportunidade para ouvir o produtor e conhecer seus anseios e necessidades. Devemos trabalhar sempre juntos e caminhar numa mesma direção, afinal os nossos interesses eles são comuns e nós queremos oferecer a tecnologia para que se produza mais cacau e a responsabilidade do produtor é produzir cacau com base nas tecnologias recomendadas pela CEPLAC”.
O encontro, na opinião de um dos organizadores, o pesquisador José Marques Pereira, superou totalmente as expectativas. “Os produtores lotaram o auditório do Cepec e interagiram com os palestrantes numa demonstração de interesse pelas temáticas abordadas na programação. Isso motiva a Ceplac a promover outros encontros nesse formato e também a utilizar todas as indicações, sugestões e comentários que surgiram para o aperfeiçoamento do nosso trabalho”.
Um dos palestrantes, o pesquisador Uilson Vanderlei Lopes, ressaltou que o evento foi “uma grande oportunidade de mostrar o que nós estamos fazendo e o nosso progresso nas várias áreas de pesquisas. Desenvolvendo variedades de cacau cada vez mais produtivas e ampliando o leque de tipos de variedades, não só variedades clonais, mas no futuro variedades híbridas e com resistência a monilíase”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário