loading...

LUIZA

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Vigilância Sanitária de Itabuna informatiza sua fiscalização

Rapidez na prestação de serviços de fiscalização a estabelecimentos comerciais, à venda de produtos alimentícios e maior facilidade no trabalho de licenciamento, vistoria e lavratura de autos de infração pelo Departamento de Vigilância Sanitária (VISA), da Secretaria Municipal de Saúde de Itabuna. São os resultados que já podem ser observados no dia a dia após a informatização do Setor de Fiscalização que foi realizado numa parceria entre a VISA e os fiscais sanitários, o que garante mais agilidade em até 30% nos procedimentos.
Com 11 duplas de trabalho treinadas, cada dupla de fiscais sanitários passou a ser responsável por um tablet utilizado com acesso à internet para envio de dados, fotos e relatórios in loco durante a fiscalização aos estabelecimentos. A informatização, segundo o atual coordenador da VISA, Antônio Carlos Carvalho, era antigo sonho da equipe. Para ele, somada ao trabalho educativo, de orientação e acompanhamento aos comerciantes, industriais e prestadores de serviço, a informatização contribui com a mudança de hábito daqueles que antes temiam as multas, mas não resolviam a fonte dos problemas sanitários.

“Antes, eram muitas as inconformidades. Atualmente, as pessoas levam seus projetos para análise e agendam as pré-vistorias, além de passarem a procurar a VISA com bastante antecedência”, explicou Carvalho, que destaca nesse processo a importante participação dos estagiários de cursos técnicos e universitários. “São treinados em todos os setores e muito contribuem para o desenvolvimento do trabalho de fiscalização em geral. Desde 2013, a VISA contribuiu com a formação de 40 estagiários anualmente e, em muitos casos, eles saem com vontade de prosseguir nesta profissão”, comentou.

Para Carvalho, que inicia o processo de aposentadoria, após 39 anos de serviço prestado à Vigilância Sanitária de Itabuna, essa é a formação do futuro e isso é muito importante. “Em 39 anos de trabalho estou vendo a evolução do serviço de fiscalização sanitária que saiu de uma pequena sala e atualmente ocupa dois andares de um prédio na Avenida Manoel Chaves, no São Caetano”, informa.

O Departamento de Vigilância Sanitária da Prefeitura de Itabuna tem um arquivo com mais de 70% dos estabelecimentos comerciais da cidade, que são mais de seis mil com alvará e quase três mil cadastrados se preparando para receber o documento e há também os empreendedores individuais formalizados.

Por último, o coordenador Antônio Carlos Carvalho lembra algumas vitórias como a organização da venda de leite pasteurizado em substituição ao leite “in natura”, cuja venda se reduziu bastante, e o controle do abate e venda de carne bovina e de pequenos animais e à realização de projetos como o Educavisa e de formação e capacitação de manicures e donos de salão de beleza. “Sem o apoio da população a fiscalização não tem êxito. Nossa principal missão é exigir a comercialização de alimentos e produtos de qualidade em benefício da saúde pública”, finalizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário