loading...

LUIZA

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Chico Reis discute com prefeito e judiciário a regularização de imóveis no município de Itabuna

O presidente da câmara municipal de Itabuna esteve reunido com o prefeito Fernando Gomes para discutir a situação dos imóveis irregulares no município. Em Itabuna existe um número elevado de imóveis que ainda não foram cadastrados e outros que estão irregulares há vários anos representando prejuízo tanto para o município quanto para a população que convive em meio às construções irregulares.
A situação faz com que o município também deixe de arrecadar. O prefeito também convocou representantes dos cartórios de Registro de Imóveis que atuam na cidade, o ministério público, representante da Justiça e da associação dos proprietários de imóveis da cidade.Na ocasião, Glaúcio Rogério, juiz de direito da comarca de Itabuna disse que com a regularização todos saem ganhando, e salientou que a Justiça está disposta a estreitar relacionamentos tanto com o poder executivo quanto legislativo com a finalidade de melhorar a vida das pessoas e também evitando assim demandas judiciais desnecessárias. ”essa reunião hoje buscou criar alternativas para que o Judiciário com a prefeitura, legislativo e cartórios extrajudiciais de mãos dadas tentem resolver esse problema para a população de Itabuna”, disse o juiz.
O secretário Chico França do Desenvolvimento Urbano de Itabuna disse que com a regularização o município arrecada e as pessoas regularizam a sua vida e que ”vai ser feito o recadastramento e iremos convidar os proprietários de imóveis para regularizar”, disse França.
O presidente da Câmara, vereador Chico Reis pontuou a necessidade de se discutir de maneira específica a situação de cada cidadão que se encontra em condições irregulares para que os proprietários antigos não sofram prejuízos e que os novos já iniciem seus empreendimentos e construções de modo regularizado salientando que a Câmara Municipal está aberta para o diálogo e as possíveis tramitações de projetos que visem à atender a demanda da comunidade.
Foto : Fabinho NaZoera

Nenhum comentário:

Postar um comentário