loading...

LUIZA

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

CREAS realiza I Exposição de Artes em Ilhéus

Com o objetivo de integrar socialmente e construir uma trajetória de cidadania e de dignidade dos adolescentes que cometeram ato infracional, o Centro de Referência Especializado da Assistência Social – Medidas Socioeducativas - CREAS/ MSE, através de secretaria municipal de Desenvolvimento Social, realizou na tarde de ontem, 16, a I Exposição de Artes. O evento ocorreu na sede do serviço, localizada na Avenida Uberlândia, 555, no bairro Malhado, e contou com a parceria da Amparo Melhor, organização sem fins lucrativos, além de professores voluntários.
Criadas pelos próprios socioeducandos, foram expostas pinturas de quadros, porta-retratos, barcos, bolsas térmicas, porta-celulares e diversas outras artes, todas realizadas com materiais recicláveis, como garrafas de vidro, plásticos, palitos de picolé e restos de materiais de construção. Os socioeducandos realizaram ainda uma apresentação de rap fazendo uma reflexão da construção de valores sociais.
Durante o evento, a secretária de Desenvolvimento Social, Soane Galvão, afirmou que “o serviço é importante para a reinserção dos jovens no convívio social, fortalecendo os laços com a família e sociedade”.
Atualmente, o CREAS/MSE atende 111 adolescentes de 13 a 21 anos. O serviço funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. A coordenadora do CREAS/MSE, Mara Borges, ressalta que a Exposição de Artes “é uma forma de valorizar e estimular os adolescentes que cumprem medidas socioeducativas a buscar uma reconstrução de vida e novas oportunidades”. Ela informa ainda que, em breve, o Centro oferecerá cursos sócio profissionalizantes de montagem, solda, operador de caixa, técnicas administrativas, informática, culinária e corte e costura.
Serviço – Os adolescentes, que cumprem medidas socioeducativas, chegam ao CREAS/MSE através do encaminhamento da Vara da Infância. Eles passam por atendimento psicológico e participam de atividades e oficinas, de modo a ter oportunidades concretas de mudar e melhorar de vida. O serviço segue as regras estabelecidas pelo Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase), Lei n° 12594/12, e trabalha com equipe multidisciplinar formada por psicólogos, assistentes sociais, advogados, coordenação e setor administrativo, cujo objetivo é implementação de políticas públicas especificamente destinadas aos adolescentes e suas famílias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário