loading...

LUIZA

sábado, 4 de março de 2017

DERALDINO RESPONDE POR IMPROBIDADE POR NOMEAÇÃO INDEVIDA DA ESPOSA QUANDO PREFEITO DE IPIAÚ

Na quarta-feira, 22 de fevereiro, o TCM acatou a representação do Ministério Público de Contas, contra o ex-prefeito de Ipiaú, Deraldino Araújo que beneficiou sua esposa, Jamine Barros com acumulação indevida de cargos na última gestão, encerrada em 2016.
O relator do parecer, José Alfredo Dias (conselheiro ), encaminhou o processo ao Ministério Público Estadual contra Deraldino e aplicou multa de R$5 mil, além de denuncia-lo por Improbidade Administrativa.
Na gestão de Deraldino, a então primeira dama municipal, Jamine Barros,  assumiu o cargo de Secretária Municipal de Saúde e Saneamento Básico do município e, ao mesmo tempo, teria que cumprir horário integral como professora na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia – UESB, o que segundo art. 37, XVI, configura o acúmulo de cargos públicos, o agravamento do caso de deve pelo parentesco da secretária com o então prefeito.
Esta é a segunda vez que o ex-prefeito responde pelo mesmo ato, em 2010, na primeira gestão, a secretária também acumulava cargos. Uma condenação pode minar o futuro político do ex-prefeito Deraldino Araújo, já que, condenações desse tipo costumam a afastar indivíduos das atividades públicas por no mínimo oito anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário