loading...

LUIZA

quarta-feira, 28 de junho de 2017

TRT-1 seleciona 11 juízes que atuarão como copeiros, cobradores de ônibus, jardineiros, etc

Não. Não é uma ficção!
O Tribunal Regional do Trabalho - TRT-1 (Rio de Janeiro) estará selecionado em Julho próximo, 11 juízes para exercerem atividades ‘subalternas’ de forma sigilosa em algumas empresas.
O intuito é fazer com eles sintam na pele o dia a dia de algumas atividades, e assim possam eficazmente conduzir melhor as demandas que cotidianamente chegam às Varas Trabalhistas que respondem.O TRT-1 garante sigilo aos selecionados e também orienta que os magistrados igualmente deverão ser discretos, devendo, inclusive, se adequarem às ordens de supervisores e clientes.
Já imaginou ser atendido no caixa de um supermercado por um magistrado? Como será a imagem da autoridade se espichando toda para pegar os produtos dos clientes, limpando constantemente as mãos quando um produto de limpeza vaza justamente no PDV sob sua responsabilidade?
Já pensou ser servido por um ‘copeiro’ diplomado, e, sem saber, reclamar da qualidade da água oferecida?
E a possibilidade do cidadão girar a catraca do coletivo, o cobrador de ônibus afirmar que não tem troco suficiente, pedir para aguardar e escutar uns bons desaforos do passageiro apressado e impaciente?
Já pensou na cena da chata madame afirmar às colegas que o jardineiro não regou com destreza suas rosas, repreendê-lo veementemente e só depois saber que esteve frente a frente com uma autoridade judiciária?
Segundo o TRT-1 a propostas tem como ideal de promover aos juízes uma maior preparação para que saibam como relacionar-se com aqueles que prestam o serviço jurisdicional, tornando-os, consequentemente, pesquisadores ativos no âmbito do seu ofício.
A ideia é inovadora, pontual e bastante criativa.

Palmas para os idealizadores!
Aqui no Estado de Pernambuco, há uma ação parecida, pois alguns magistrados ainda em formação, visitam locais de trabalho, tais como: call centers.
Visitar é uma boa iniciativa!
Trabalhar é uma excelente ideia!
O trabalhador brasileiro agradece a linda iniciativa do TRT-1, almejando que outros TRTs copiem o feito.


Fatima Burégio

Nenhum comentário:

Postar um comentário