loading...

LUIZA

segunda-feira, 10 de julho de 2017

APÓS FIM DO E-SEDEX, PROCURA POR E-TOTAL CRESCE 20%


Procurar novas opções de frete com segurança e valores acessíveis para atender os sonhos dos clientes e alavancar os negócios. Com o fim do e-SEDEX, serviço dos Correios destinado ao comércio eletrônico, na última segunda-feira (19), essa tem sido a maior preocupação dos pequenos e médios e-commerces. Buscando alternativas para que os empreendedores tenham uma opção compatível com o tamanho de suas lojas virtuais, a Total Express, empresa de logística da Abril, lançou no início do ano o e-TOTAL, solução de frete voltada para o público PME, que já conta com dois mil clientes.
A empresa investiu mais de R$ 8 milhões para desenvolver uma solução que, efetivamente, pudesse trazer ao mercado um serviço relevante, com a segurança e confiabilidade atestadas pelos maiores e-commerces do Brasil. O e-TOTAL permite, entre outras possibilidades, o rastreamento online em tempo real para que lojista e cliente acompanhem todo o processo de transporte. A contratação do serviço, o agendamento das coletas e a simulação do valor do frete estão disponíveis online e podem ser realizados de forma simples e rápida.
"Nós oferecemos alternativas que, além de preços mais baixos, beneficiam diretamente o lojista, como coleta grátis, cargas 100% seguradas e agilidade na contratação. Tudo pensado para entregar ao segmento a mesma eficiência que as maiores lojas virtuais do país possuem, com valor competitivo e a agilidade necessária ao pequeno empreendedor", explica Bruno Tortorello, diretor geral da empresa.

Só na última segunda-feira, com o mercado se preparando para o fim do serviço dos Correios, a Total Express registrou aumento de 20% nos volumes enviados pelo e-TOTAL. "Queremos ser a opção número 1 para os pequenos e médios e-commerces e, neste momento, percebemos que a aceitação dos clientes tem sido muito positiva. Cerca de 80% das empresas que experimentam o e-TOTAL se tornam clientes, e a procura pelo serviço vem aumentando. Queremos estreitar os laços com esse empreendedor para derrubar essa barreira juntos", afirma.
(DINO) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário