loading...

LUIZA

domingo, 30 de julho de 2017

Universidade chinesa visita a USP para discutir parcerias



Durante a visita, as duas universidades assinaram um memorando de cooperação que prevê o incentivo a grupos de pesquisa em áreas de mútuo interesse, o intercâmbio e a realização de eventos conjuntos – Foto: Marcos Santos/USP Imagens

No dia 24 de julho, o reitor Marco Antonio Zago recebeu a visita da comitiva da Universidade de Yangzhou (China), liderada pelo presidente do Conselho Universitário, Guanxin Yao. O objetivo da visita foi discutir a possibilidade de cooperação entre as duas universidades, intercâmbio de pesquisadores, realização de eventos e o desenvolvimento de pesquisa conjunta, especialmente nas áreas de física, engenharia civil, arquitetura, agricultura e ciências veterinárias.
Acompanharam a reunião o diretor-adjunto na Área de Mobilidade Acadêmica da Agência USP de Cooperação Acadêmica Nacional e Internacional (Aucani), Moacyr Ayres Novaes Filho, pelo professor do Instituto de Física (IF), Élcio Abdalla; e pelo assessor do Gabinete do Reitor, Gerson Damiani.

A comitiva chinesa foi composta pelo diretor de Relações Internacionais Xu Qin; pela diretora da Faculdade de Física, Xianghua Zeng; pelo diretor da Faculdade de Ciências Veterinárias, Zhangping Yang; pelo diretor da Faculdade de Arquitetura e Engenharia Civil, Aihong Kang; e pelo vice-diretor do Conselho Universitário, Gang Lin.

Após a visita à Reitoria, a delegação seguiu para uma reunião na Aucani com representantes de diversas unidades da USP para discutirem possibilidades de pesquisa conjunta.

Apesar de ter sido formalmente criada em 1992, com a união de seis instituições já existentes, a história da Universidade de Yangzhou remonta a 1902, com a fundação da Escola Normal de Tongzhou, que posteriormente deu origem à Faculdade de Agricultura de Jiangsu e à Faculdade de Educação de Yangzhou, duas das seis faculdades originais. Atualmente composta por 27 faculdades, a Universidade de Yangzhou é uma instituição pública e possui cerca de 47 mil estudantes.
Por Erika Yamamoto

Nenhum comentário:

Postar um comentário